administrador de condomínios

Administração de imóveis: o que é e como a tecnologia ajuda

A administração de imóveis é um grande desafio para os proprietários, pois envolve muitas questões burocráticas. Nesse artigo falamos tudo sobre o assunto e como utilizar a tecnologia para gerar mais oportunidades de negócio!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice

A administração de imóveis é um grande desafio para os proprietários, pois envolve questões burocráticas como contratos, documentos e negociações relacionadas à locação ou venda.

Porém, existe um serviço para facilitar a vida de quem investe em casas ou apartamentos por meio da terceirização do relacionamento com os inquilinos, cumprimento de leis e regras, dentre outros pontos importantes.

Ou seja, com a administração de imóveis o cliente é assessorado para mantê-los dentro dos padrões de regularização e também atrativos para receber novos moradores.

Quer saber mais sobre o assunto, qual a lei específica para ele, quais são as características de um serviço completo, quais erros não cometer e como utilizar a tecnologia para gerar mais oportunidades de negócio? Siga com a leitura deste artigo!

O que a lei diz sobre essa prática?

O Artigo 653 da Lei 10.406 do Código Civil defende o seguinte: “Opera-se o mandato quando alguém recebe de outrem poderes para, em seu nome, praticar atos ou administrar interesses. A procuração é o instrumento do mandato”.

Portanto, um proprietário pode, com respaldo da lei, contratar uma imobiliária e terceirizar a administração de seu imóvel.

O que uma administração de imóveis completa inclui?

A administração de imóveis, como o próprio nome sugere, é o gerenciamento de um patrimônio a fim de garantir sua integridade, mantê-lo dentro das leis e demais regularizações e prepará-lo para uma venda ou locação.

Sendo assim, um serviço completo precisa incluir diferentes atividades voltadas para o mesmo objetivo. Algumas delas são:

Avaliação e divulgação do imóvel

A vistoria de um imóvel é o processo de avaliação da estrutura a fim de levantar quais partes precisam ser reparadas ou mantidas. Tudo isso, claro, com foco em manter a casa ou apartamento valorizado em relação ao mercado. 

A divulgação também é responsabilidade da imobiliária e ela escolhe onde e como anunciar, mas em troca disso recebe uma porcentagem do valor da venda ou aluguel, que geralmente varia de 8% a 10%.

Vistorias de saída do inquilino

Se há a necessidade de uma checagem antes do imóvel ser ocupado, também é preciso reavaliá-lo após o término do contrato de locação. Com isso, é possível seguir as cláusulas previstas e assegurar-se de que elas foram cumpridas por parte do cliente.

Cobranças e negociações de dívidas

Cobrar alguém não é uma situação fácil e tampouco agradável, concorda? Para isso, uma administradora de imóveis também pode ajudar com cartas de cobrança para reduzir a inadimplência!

A imobiliária entra em contato com os inadimplentes e faz o repasse dos aluguéis sem prejudicar os lucros do proprietário do imóvel.

Emissão e envio dos boletos

Inquilino – Imobiliária – proprietário, essa é a lógica a ser seguida quando se contrata uma administração de imóveis. Ou seja, o proprietário nunca negocia diretamente com o cliente, pois tem o administrador como mediador.

Isto é, a emissão e envio dos boletos, assim como as cobranças retroativas, também são feitas pela imobiliária e o proprietário não precisa se preocupar!

Automação das atividades

A administração dos imóveis, para ser eficiente, deve contar com um sistema imobiliário para automatizar e otimizar as tarefas administrativas.

A principal vantagem de um software de gestão é que com ele tudo é feito de maneira planejada e inteligente para que erros não sejam cometidos e o serviço seja ainda mais completo e vantajoso ao cliente.

administração de imóveis

3 cuidados para uma administração de imóveis eficiente

Até aqui você pôde conferir que administração de imóveis não é uma tarefa simples, e para oferecer com excelência os serviços listados acima, você deve evitar os seguinte erros:

1 – Não modernizar a imobiliária

Este é um erro muito comum, pois convenhamos, o mundo mudou e o mercado imobiliário também!

Não modernizar significa perder clientes, não acompanhar as evoluções do segmento e perder credibilidade. Então, para manter-se atualizado, nunca deixe de fazer o seguinte:

  • investir em novas tecnologias;
  • aplicar o Marketing Digital na imobiliária;
  • utilizar um software de gestão;
  • abrir canais de relacionamento com o cliente (SAC 2.0).

2 – Não definir métricas de rendimento

Quais são seus objetivos? Quais caminhos te levarão até eles? Como analisá-los? Essas são apenas algumas das perguntas que devem ser respondidas.

Defina objetivos de curto, médio e longo prazo e crie indicadores de performance personalizados para mensurá-los. Desse modo, você consegue saber o que vai mal e como melhorar ou tomar ciência do que está correto e deve ser mantido.

3 – Não investir em relacionamento com o cliente

Pessoas compram, divulgam o serviço e trazem clientes até você de forma espontânea. Portanto, sempre preze pelo bom relacionamento com os compradores focando em trazer soluções a eles.

3 Vantagens da administração de imóveis para o proprietário

Terceirizar a administração de um apartamento ou casa é muito vantajoso, ok, mas quais são os benefícios disso na prática? Veja abaixo!

1 – Facilidade e praticidade de gestão

Quem contrata uma imobiliária para administrar imóveis adquire um serviço “anti-dor de cabeça”, pois terceiriza toda a parte burocrática, envolvendo finanças, cobranças e por aí vai.

Aluguel, IPTU, condomínio, tudo isso é resolvido entre administrador e inquilino, enquanto o proprietário não precisa se preocupar com nada.

2 – Mais segurança

A administradora de imóveis também é responsável por cuidar do empreendimento (além das vistorias já citadas), garantindo tranquilidade e segurança ao proprietário.

3 – Preço competitivo no mercado

A imobiliária é responsável por estudar o mercado, avaliar o imóvel e fazer a precificação de acordo com dados e informações assertivas.

Com isso, o proprietário consegue vender ou alugar sem perder dinheiro e tem mais rapidez em todo o processo.

Como a tecnologia otimiza a administração do imóvel

Um bom administrador de imóveis deve contar com recursos inovadores para aprimorar seu trabalho e potencializar resultados.

Para tal, um software de gestão de imóveis é fundamental para fazer a integração de informações importantes e utilizá-las a favor do crescimento da imobiliária e, claro, dos clientes que contam com ela.

A tecnologia tem a função de simplificar todas as tarefas do dia a dia e fazer com que elas sejam mais precisas por meio da automação, reduzindo erros e consequentemente trazendo mais resultados!

Não desperdice mais oportunidades de mercado! Descubra agora como contar com um software para venda e aluguel de imóveis na sua imobiliária!

Receba conteúdos em seu e-mail