cadastro-de-clientes-imobiliaria

O cadastro de clientes é o primeiro passo para otimizar o serviço da sua imobiliária

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice

Já dissemos em outras oportunidades aqui no blog que o atendimento ao cliente é uma demanda prioritária para negócios no século XXI. No mercado imobiliário, a internet torna os consumidores cada vez mais bem informados. Ao mesmo tempo, a lógica do mercado acaba por nivelar os preços dos imóveis. Nesse cenário, o que diferencia uma empresa da outra é a qualidade do atendimento.

Quem trabalha com vendas sabe bem a importância do cadastro de clientes. É por meio dessa ferramenta que o profissional pode ter à mão informações valiosas, e que podem ser a chave para um serviço bem prestado. Neste artigo, apresentaremos algumas dicas para que a sua imobiliária use essa ferramenta da melhor forma possível.

Foco na segmentação

Estamos na era da informação. À distância de um clique, o consumidor tem acesso a média de preços por localização, serviços disponíveis na região, formas de pagamento. Anúncios de imóveis disponíveis são exibidos em todo lugar. O que falta, portanto, é conhecimento e experiência para filtrar essas informações. E é aí que a imobiliária deve atuar.

Um cadastro de clientes eficiente deve priorizar a segmentação. Isso significa que o dado mais importante é o tipo de serviço que o cliente procura – vender, comprar, alugar, anunciar. As preferências de consumo são tão importantes quanto: orçamento disponível, localização desejada, tamanho da família, meio de contato preferencial.

Conhecer esses hábitos é o que torna a abordagem mais certeira, e as vantagens de um serviço bem direcionado são inúmeras. Por um lado, a imobiliária gasta menos tempo (e dinheiro) dando “tiro no escuro”, otimizando a relação entre esforço investido e negócio fechado. Do outro lado, o cliente fica mais satisfeito com o serviço prestado, já que suas necessidades estão sendo cuidadosamente observadas.

Quando recebe informações objetivas e alinhadas às suas expectativas, o consumidor se sente menos invadido, mais interessado e as chances de fechar negócio são maiores.

A importância do pós-venda

Conquistar um cliente é uma tarefa que exige esforço, mas fidelizá-lo pode ser tão trabalhoso quanto. E nessa jornada, o cadastro de clientes também assume papel de protagonista. Isso porque, nessa etapa, não há outro caminho: para manter sua imobiliária como referência de serviço, o consumidor precisa se sentir especial. É fato que a equipe não tem capacidade de guardar na memória detalhes de cada transação que a imobiliária mediou, portanto, é necessário registrar.

O cadastro de clientes deve conter, portanto, os pontos mais relevantes da negociação. Isso permite que o pós-vendas possa prestar apoio para solucionar possíveis problemas e facilita a oferta de novos produtos quando a oportunidade chegar.

Regularidade é fundamental

Isso pode parecer óbvio, mas de nada adianta estruturar um cadastro excelente se ele não for usado no dia-a-dia. Por isso, é importante desenvolver uma estratégia que possa ser encaixada na rotina da equipe. O método mais tradicional é usar a boa e velha agenda, mas hoje, há opções bem mais eficientes. Uma planilha digital compartilhada pode ser uma saída.

No entanto, quanto mais a base de clientes aumenta, sobe a dificuldade de inserir e gerir as informações manualmente. Nesses casos, um software de gestão é a melhor opção. Essas ferramentas têm funções especialmente pensadas para reduzir o trabalho mecânico da equipe, automatizando o banco de dados e tornando as informações acessíveis.

Quer saber mais sobre nosso software de gestão, o Imobiliária21? Acesse nosso material técnico ou, se preferir, solicite contato de um de nossos consultores!

Receba conteúdos em seu e-mail