comunicação interna do condomínio

6 soluções para comunicação interna do condomínio que você precisa conhecer

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice

Dentre as responsabilidades das administradoras de condomínio, está a gestão de funcionários e prestadores de serviços, envolvendo colaboradores internos e terceirizados. Assim como acontece em qualquer empresa, é preciso que regras trabalhistas e administrativas sejam observadas.

Mas, quando se trata da administração de pessoal, cumprir as obrigações legais não basta!  No contato diário com esses profissionais, transparência, espaço para diálogo e respeito às normas do condomínio são ingredientes fundamentais.

Para além de uma boa interação com síndicos e gestores, a relação entre funcionários e condôminos também deve ser pautada pela confiança e pelo bom convívio. Nesse cenário, estabelecer uma comunicação interna eficiente é um dos desafios mais importantes das administradoras.

Para te ajudar na tarefa de gerir o quadro de funcionários condominiais, reunimos soluções simples e práticas para melhorar a comunicação interna e a integração dos colaboradores. Acompanhe a leitura!

Oficialize a comunicação entre colaboradores e condôminos

Como já mencionamos, a interação entre condôminos e funcionários deve ser uma preocupação central no que se refere à comunicação interna. Sem a definição de regras, cria-se espaço para conflitos, “conversas atravessadas” e mal entendidos.

Nesse sentido, uma solução importante é estabelecer um sistema de comunicação oficial entre colaboradores e moradores, a ser respeitado por ambos os grupos. No caso de queixas, por exemplo, é preciso que o síndico seja o primeiro a ser avisado, para que então possa tomar as ações cabíveis em conjunto com a administradora.

Abrir terreno para reclamações diretas entre funcionários e condôminos pode provocar graves problemas para o condomínio. Nesse esquema informal de interação, há até mesmo o risco de situações de agressão e assédio moral, que podem chegar à Justiça do Trabalho.

Funcionários do condomínio x terceirizados: esclareça a diferença

Um dos desafios encontrados pelas administradoras na gestão de pessoas é justamente ter que conduzir uma administração remota, que muitas vezes abrange funcionários terceirizados.

Se as diferenças entre essas relações trabalhistas e suas regras devem estar muito claras para a administradora, também é importante que certos pontos fiquem claros para toda a comunidade do condomínio.

Um aspecto que deve ser comunicado para todos é que, no caso dos funcionários terceirizados, as possíveis queixas devem ser diretamente encaminhadas para a empresa responsável, por meio da própria administradora.

Assim, os moradores devem procurar o síndico, zelador ou administrador para relatar suas questões – nunca outros funcionários ou condôminos!

Atuação conjunta: oriente o síndico e conte com seu apoio

Embora pareça uma medida óbvia, nunca é demais reforçá-la: manter um diálogo produtivo e constante com o síndico, orientando-o no que se refere à gestão de pessoas, também é essencial para manter uma boa comunicação interna.

O síndico, afinal, é uma presença constante de autoridade no dia a dia condominial. Na gestão de funcionários, é importante acompanhá-lo na delegação de tarefas e na conscientização dos moradores.

Os condôminos devem estar cientes, por exemplo, de que os funcionários (terceirizados ou não) são prestadores de serviços para o condomínio como um todo, e não devem beneficiar domicílios particulares.

Eleja um funcionário como “líder”

Outra solução interessante é eleger, em conjunto com o síndico e demais colaboradores, um representante entre os funcionários. Em geral, o profissional escolhido é o zelador.

A medida facilita e agiliza a comunicação entre a administração e os profissionais, que têm suas demandas e interesses representados em uma única “liderança”, quando necessário.

Ofereça programas de benefícios e capacitação para os funcionários

Ao gerir colaboradores, a administradora tem um papel duplo: ao mesmo tempo em que deve assegurar bons serviços para os condôminos, também deve promover a satisfação dos funcionários.

Uma boa estratégia para manter o engajamento e a motivação dos colaboradores, além de propiciar um ambiente para a interação, é oferecer cursos de capacitação e aprimoramento. Nesse sentido, palestras e cursos in loco, adaptados à realidade do condomínio, são boas opções.

A formação contínua não apenas contribui com a bagagem profissional do colaborador, mas também tende a aumentar o nível de qualidade, segurança e confiabilidade dos serviços.

Oferecer extras como lanches e convênio médico/odontológico também já faz parte da rotina gerencial de muitos condomínios, que melhoram as condições de trabalho dos funcionários e obtêm uma equipe mais coesa, preparada e motivada. Vá além dos benefícios obrigatórios por lei!

Realize reuniões periódicas

Se as assembleias de condomínio visam manter os moradores e a administração em sintonia, incentivando a comunicação interna, com os funcionários não seria diferente.

Muitas vezes, há problemas recorrentes, solicitações e queixas que não podem ser abordadas nas áreas comuns do condomínio. Com a realização periódica de reuniões entre administradora, síndico e funcionários, o colaborador tem a oportunidade de expor as dificuldades do seu dia a dia e discutir quaisquer outras situações.

E então, o que achou das nossas dicas? Quando o assunto é a gestão de condomínios, contamos com soluções inteligentes que englobam desde a otimização da folha de pagamentos até a agilidade na comunicação. Clique aqui para falar com a gente e saber como podemos simplificar sua rotina!

Receba conteúdos em seu e-mail