direito-condominial

Problemas jurídicos no condomínio: como estar preparado?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice

No Brasil, condomínios são regidos pela Lei 4.951/64 (Lei do Condomínio em Edificações e Incorporações Imobiliárias). Além de conceituar habitações do tipo, o artigo prevê algumas medidas legais relacionadas a quotas de contribuição para despesas, pagamento e multa.

Praticidade e segurança são as principais vantagens da vida em condomínio. Por outro lado, a mistura entre propriedade individual e propriedade coletiva abre espaço para possíveis conflitos. Além de problemas jurídicos no condomínio relacionados à convivência entre vizinhos, a administração pode se deparar com questões legais envolvendo o controle financeiro.

Neste artigo, discutimos as situações mais comuns e como a administração do condomínio pode agir a fim de evitá-las.

Os principais problemas jurídicos no condomínio: saiba como lidar

Multas

Gerir um condomínio com certeza não é tarefa simples. As cobranças são numerosas e, na pior das hipóteses, a administração pode perder o controle das contas a pagar e acarretar multas para o condomínio. Uma má previsão de orçamento para impostos anuais ou renovação de alvarás pode trazer resultados semelhantes.

Nesse sentido, uma previsão orçamentária bem feita é o primeiro passo. Analisar com cuidado todos os possíveis gastos e “prever imprevistos”, elaborando um fundo de caixa, ajuda a evitar situações que deixem o condomínio no vermelho.

Inadimplência

O Código de Processo Civil (NCPC), em vigor desde março de 2016, trouxe uma importante alteração quanto à forma de cobrança dos inadimplentes. O crédito condominial foi inserido no rol dos títulos executivos. Assim, caso o devedor não pague no prazo de três dias, poderá ser determinado pela justiça a penhora das contas bancárias ou do próprio imóvel do inadimplente. Esse processo tende a ser bem mais rápido em relação à antiga legislação.

Antes de levar a situação à justiça, porém, o ideal é tentar resolver a situação de forma amigável. Isso passa por manter firme o controle dos condôminos inadimplentes, para que as negociações possam ser propostas antes que a situação se torne grave.

Além do mais, um controle bem feito permite que cada caso seja analisado de forma especial. Um condômino que sempre paga as contas em dia e atrasa pela primeira vez pode ser abordado de forma diferente de um devedor frequente. Neste post, você confere outras dicas relacionadas a inadimplência em condomínios.

Caixa lesado

Um dos problemas jurídicos no condomínio mais graves está relacionada a síndicos ou administradoras que fazem uso ilegal de recursos financeiros. Desvio de dinheiro e obras superfaturadas são as reclamações mais comuns, mas acaba sendo difícil prová-las.

Mais uma vez, informação é tudo. Garantir que o condomínio disponha de todos os documentos devidamente registrados é fundamental para a realização de uma auditoria. Comprovado o desvio, ou o superfaturamento, o caso deve ser passado à justiça.

Quer saber mais sobre o nosso sistema para gestão automatizada de condomínios, o Condomínio21? Entre em contato com um dos nossos consultores, através do 0800 702 5700 ou acesse o nosso site.

Receba conteúdos em seu e-mail