aprovacao-de-alcada-no-condominio21

Tudo sobre a aprovação de alçada no Condomínio21

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice

Dentre as preocupações da gestão de condomínios, é certo dizer que a segurança e a transparência são questões primordiais.

A prestação de contas pode ser um momento conturbado quando o síndico ou as comissões de gestão discordam de gastos efetuados pela administradora.

Além disso, internamente, é importante que a empresa tenha um controle eficiente sobre as contas e pagamentos, para evitar erros causados por descuidos ou enganos dos profissionais.

Para evitar esse tipo de problema, os sistemas da Group Software possuem funções para a aprovação de alçada. A administradora pode determinar regras para que pagamentos acima de determinados valores tenham que passar pela aprovação de usuários específicos antes de serem efetuados.

Para exemplificar o uso dessa funcionalidade, imaginemos dois cenários: um que ilustra as vantagens para a prestação de contas e outro que demonstra a utilização no controle interno da administradora.

A prestação de contas

Um condomínio está em reforma. Dada a complexidade do empreendimento, a administração conta com conselhos fiscais e subsíndicos, além de um conselho especial para vistoriar a obra.

Nesses casos, a aprovação de alçada funciona como uma pré-auditoria. A administradora determina que gastos acima de R$ 100,00, por exemplo, devam passar por aprovação do síndico e do conselho. Assim, se for necessário fazer compras menores, como parafusos, o fluxo não é interrompido. No caso de gastos acima do limite, como tinta para finalizar a pintura de paredes, o sistema não permite a efetivação do pagamento sem aprovação dos usuários determinados.

Dessa forma, a gestão tem mais controle para evitar que a obra ultrapasse o orçamento previsto. Caso o gasto seja muito alto, como acima de R$ 1000,00, o síndico é notificado e pode apurar se o valor está dentro da margem e se a cotação obedeceu às regras impostas. Para a administradora, o recurso significa a facilidade de ter os gastos acordados antes do pagamento.

O controle interno

Uma administradora conta com um supervisor de contas a pagar e alguns operadores, responsáveis pela gestão de uma carteira de condomínios. Da mesma forma, é possível determinar que compras em valores a partir de um determinado teto tenham que passar pela aprovação do supervisor antes de serem efetuadas. Dessa forma, a administradora evita problemas relacionados a erros na cotação e custos extraordinários são obrigatoriamente reavaliados. Essa função é também uma garantia de um serviço mais transparente e cuidadoso.

Como usar?

Recomendamos entrar em contato com o nosso suporte para informações mais detalhadas sobre como a sua administradora pode tirar melhor proveito da aprovação de alçada. Você também encontra informações adicionais acessando o nosso manual!

Receba conteúdos em seu e-mail