limpeza-de-condominio

Limpeza de condomínio de A a Z

Apesar de parecer um assunto que não exija um planejamento mais profundo, o processo de limpeza de condomínio deve ser tratado com seriedade. Leia o conteúdo e entenda de A a Z todas suas particularidades.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice

A limpeza de condomínio é um dos cuidados mais importantes tanto para a estética quanto para a higiene e o bem-estar dos ambientes residenciais. Trata-se de uma atividade que merece atenção especial dos síndicos e administradores, pois influencia diretamente a qualidade de vida dos moradores.

Nesse contexto, saber como realizar processos de limpeza eficientes, que eliminam as contaminações e sujeiras sem comprometer as superfícies, é fundamental — espaços limpos, cheirosos e bem organizados são capazes de despertar sensações únicas e garantir a satisfação de todos.

Se você deseja saber como caprichar na limpeza de condomínio e manter os ambientes sempre agradáveis, está no lugar certo! Confira neste post informações relevantes e tudo que é indispensável para preservar o condomínio em perfeito estado de conservação e higiene!

Quais são os tipos de limpeza de condomínio?

Embora pareça algo simples e metódico, essa é uma atividade técnica que exige procedimentos bem aplicados. O primeiro passo para ter serviços de qualidade e uma boa gestão é entender quais tipos de limpeza existem. Dessa forma, você terá maior facilidade para definir o cronograma de compra de materiais. Veja os principais na sequência.

Limpeza geral

Tem o objetivo de realizar um procedimento de higienização completo, ou seja, uma limpeza consistente em todos os ambientes do condomínio, como hall de entrada, elevadores, garagens e demais espaços de uso coletivo.

Limpeza de conservação

É um processo que tem a finalidade de conservar os locais limpos e com boa aparência, envolvendo a retirada de poeira e sujeiras diárias, cuidados com os jardins e uso de produtos que mantenham o aspecto limpo e agradável, conservando a limpeza geral.

Limpeza de manutenção

Trata-se de um tipo de procedimento específico que realiza limpezas técnicas preventivas presentes no cronograma da gestão. Normalmente, estão nesta lista a limpeza de caixas d’água, telhados, dedetização, pinturas de fachadas e realização de acabamentos.

Como priorizar a ordem de limpeza das áreas do condomínio?

Para ser bem executada, a limpeza de condomínios deve seguir um fluxo planejado de acordo com o uso das áreas do condomínio. Por isso, é importante priorizar e intensificar as limpezas de conservação diariamente nos espaços em que as pessoas mais circulam, como o hall de entrada, elevadores e garagem.

Em segunda ordem, definir a frequência de limpeza de forma estratégica nas áreas de lazer e ambientes menos frequentados. Por fim, organizar a limpeza nos demais espaços do condomínio e alinhar com a equipe para também fiquem sempre higienizados.

Qual o procedimento para limpeza de condomínio?

Essa é uma parte crucial para o síndico ou administrador controlar e automatizar as atividades. Para tanto, a melhor alternativa é definir um checklist de boas práticas e alinhar de forma clara com os profissionais da limpeza. Saiba como organizar a limpeza para o condomínio a seguir.

Faça uma lista das áreas

O primeiro passo é listar todas as áreas que devem estar presentes na rotina de limpeza, considerando estrutura física, móveis, vidraças, tapetes e frequência de uso e movimentação nos espaços pelos moradores durante a semana.

Defina o cronograma de frequência da limpeza

Após listar todas as áreas do condomínio, saber como é a movimentação durante e nos fins de semana, você deve estabelecer um cronograma de limpeza detalhado, listando de forma clara todas as atividades de rotina dos profissionais, sempre com tarefas e horários direcionadas de forma individual. Considerando as particularidades do condomínio, temos uma sugestão:

  • limpeza diária: portarias, hall de entrada, móveis, elevadores, banheiros, calçadas e decorações;
  • limpeza semanal: áreas de lazer, salões de festas e espaços com movimentação moderada;
  • limpeza quinzenal: janelas, espelhos, paredes e garagens;
  • limpeza mensal: espaços de festas, fachadas, passeios e áreas de emergência.

Crie regras para uso dos espaços

Para preservar os ambientes limpos e manter um padrão elevado de qualidade, é indispensável criar regras e transmitir para todos os envolvidos. Assim, você controla o uso dos espaços e tem resultados duráveis.

Conte com equipamentos e produtos de qualidade

limpeza-de-condominio
Limpeza de condomínio

Os produtos que são utilizados para a limpeza são decisivos para ter bons resultados, pois são responsáveis por conservar a aparência limpa e a eficiência na higiene. Portando, tenha a qualidade como um dos principais fatores para escolhê-los, desde desinfetantes e ceras a removedores e detergentes. Além disso, é interessante fornecer equipamentos adequados para a limpeza comercial, como:

  • vassouras, rodos e pás resistentes;
  • máquinas para polir pisos;
  • escadas;
  • aspiradores;
  • buchas, esfregões e outros.

Forneça equipamentos de proteção

Os profissionais da limpeza vão ter contato direto com sustâncias perigosas e químicas, como os produtos de limpeza, além de executar tarefas em altura. Por isso, é preciso priorizar a segurança dos funcionários e moradores, fornecendo todos os equipamentos para proteção individual e coletiva. Sendo assim, você deve providenciar:

  • luvas;
  • botas de segurança antiderrapantes;
  • óculos de proteção;
  • macacões;
  • uniformes;
  • máscaras;
  • treinamento de segurança;
  • placas de sinalização.

Como escolher os profissionais de limpeza?

A contratação dos profissionais é um processo que exige atenção, pois serão eles os responsáveis por executar as tarefas e manter a qualidade do trabalho. Devido a isso, é preciso contratar profissionais especialistas, com experiência na área e perfil de acordo com os objetivos e princípios do condomínio.

Além disso, é indispensável realizar treinamentos introdutórios e periódicos, reforçando os procedimentos ideais para o trabalho e a importância da segurança. Trata-se de uma etapa importante para buscar a melhoria contínua das atividades.

Para ter uma equipe de limpeza, as opções são contratar os profissionais diretamente ou terceirizá-los. Ambas têm suas vantagens e desvantagens, por isso é fundamental estudar cada alternativa a fim de saber qual a mais vantajosa para a sua situação.

Qual a importância de uma gestão eficiente e participativa?

A limpeza de condomínio não se resume a atividades práticas e, para alcançar e manter bons resultados, ter uma gestão eficiente é indispensável, sendo uma forma de gerenciar as tarefas, reduzir custos e planejar a execução das tarefas.

Sendo assim, é importante que a administradora de condomínios tenha procedimentos bem elaborados e conte com a tecnologia para ter decisões centralizadas e eficientes, sobretudo para garantir que a equipe trabalhe em harmonia e que todos os ambientes do condomínio permaneçam limpos, confortáveis e seguros.

Como você percebeu, a limpeza de condomínio é um conjunto de atividades que exige atenção e muito planejamento para ser bem sucedido. Portanto, dedique o seu tempo para organizar a gestão e alcançar alto desempenho em conservação e higiene, despertando a atenção de todos os moradores.

Gostou do post? Agora que você entendeu tudo sobre a limpeza de condomínio, siga a Group Software nas redes sociais e veja outros conteúdos relevantes. Estamos no Facebook, Instagram e YouTube!

Receba conteúdos em seu e-mail