geração z imobiliária

Como a entrada da geração Z no mercado de trabalho influencia sua imobiliária?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice

Em 2018, os jovens nascidos a partir dos anos 2000 começam a atingir a maioridade e entrar oficialmente no mercado de trabalho. Mas a nossa intenção com essa informação não é te fazer se sentir velho! O importante aqui é pensar que, ao adquirir independência financeira, essa parcela da população passa a consumir com mais frequência, a contratar serviços e, possivelmente, a procurar um lugar para morar.

E por que isso é uma grande mudança? A conhecida Geração Z – representada, oficialmente, pelos nascidos após 1996 – já nasceu na era da Internet. Diferente da anterior Geração X, que experimentou a transição de um mundo analógico para um mundo digital, esses jovens conheceram a vida a partir da lógica online. Para pessoas dessa faixa etária, consumir serviços virtuais é algo natural.

O aumento no consumo de serviços online não é novidade. Dados do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) apontam que 90% das buscas para locação começam online. Por isso, é importante entender como esses potenciais clientes agem na rede. Quando falamos de uma geração com características tão próprias, isso pode ser fundamental para que a sua imobiliária continue no mercado em longo prazo.

Confira algumas dicas sobre o comportamento da geração Z – e como a sua imobiliária pode conquistá-los.

Eles estão acostumados com respostas instantâneas

Na Internet, tudo é automático. Por isso, um cliente da Geração Z valoriza rapidez no serviço. Isso vale para orçamentos, segunda via de boletos, e informações sobre os produtos disponíveis – especialmente em anúncios virtuais.

Por isso, o digital é sempre a saída. Seja investindo em anúncios de qualidade na Internet, em canais de comunicação digital ou em ferramentas que possibilitem maior rapidez no gerenciamento de informações.

Eles se importam com a comunidade

Uma pesquisa realizada pela App.Folio mostra que 63% desses jovens costumam se envolver em causas sociais e esperam que as empresas façam o mesmo. Portanto, também tendem a boicotar serviços que não possuem essa orientação.

Para isso, não basta apenas apoiar projetos financeiramente – o engajamento deve ser genuíno. Buscar otimizar os processos internos, produzindo menos lixo, por exemplo, pode colocar sua empresa à frente da concorrência aos olhos da geração Z. Além disso, buscar oferecer produtos que estejam de acordo com esse tipo de política também é uma forma de atraí-los.

Para eles, a Internet é muito mais que uma ferramenta

A geração Z confia nas informações que encontra online e sabe filtrar bem esses conteúdos. Por isso, atenção ao que andam dizendo da sua imobiliária nas redes é fundamental (confira nosso post sobre isso aqui). Recomendação é tudo e para esses jovens, a opinião de desconhecidos na Internet também conta.

Gostaria profissionalizar e tornar os processos de sua imobiliária automatizados? Conheça o Imobiliária21!

Receba conteúdos em seu e-mail